Isto é uma página de arquivo

Todas as notícias do dia estão agora disponíveis na página principal do portal SAPO

30 de Abril de 2008, 06:25

CTT: Trabalhadores iniciam greve, distribuição do correio poderá ser afectada

A greve, convocada por cinco sindicatos representativos dos trabalhadores dos CTT, será retomada na sexta-feira, dia em que incidirá no tratamento e transporte da correspondência e abrangerá trabalhadores cedidos a outras empresas, adiantou fonte oficial dos CTT à agência Lusa.

"Há um universo muito grande de trabalhadores que não irá aderir à greve", assegurou fonte dos CTT, o que leva a administração a crer que "o serviço irá manter-se normal, salvo situações pontuais em algumas localidades".

No entanto, afirmaram terem preparadas algumas medidas de contingência, de modo a assegurar a normalidade dos serviços e, principalmente, a entrega do correio considerado prioritário.

Os sindicatos reivindicam o direito à negociação e protestam contra a tentativa de imposição de um acordo de empresa (AE) que "foi assinado por uma minoria", adiantou à Lusa José Oliveira, do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT).

José Oliveira acredita que face ao descontentamento dos trabalhadores causado pelo novo acordo de empresa (AE) "muitos irão aderir a esta greve".

No dia 10 de Março, nove sindicatos (dos 14 existentes nos CTT) assinaram um novo acordo de empresa (AE) [documento que rege as relações entre a empresa e os seus funcionários], garantindo aos trabalhadores os seus empregos, remunerações e os benefícios inerentes ao acesso ao Sistema de Saúde dos Correios (IOS).

O AE resultou de um processo negocial que se prolongou por mais de 10 meses, que "respeita o mérito de cada um e valoriza o esforço e a dedicação", defendendo "o bem-estar e a saúde" no local de trabalho, conclui fonte oficial dos CTT.

Lusa/fim

Agência Lusa

Comentários

Critério de publicação de comentários

publicidade

publicidade

publicidade