Isto é uma página de arquivo

Todas as notícias do dia estão agora disponíveis na página principal do portal SAPO

23 de Janeiro de 2008, 11:28

Chaves: Escolas encerradas vão ser transformadas em equipamentos de apoio a idosos

João Baptista, presidente da autarquia, disse hoje à Lusa que, nos últimos dois anos lectivos, encerraram perto de meia centena de escolas do primeiro ciclo no concelho de Chaves.

Segundo o autarca, estas escolas vão ter, "obrigatoriamente", uma finalidade de âmbito social, cultural ou recreativo, de acordo com o ficou estipulado na Carta da Rede Social de Chaves.

O concelho de Chaves tem 45 mil habitantes, dos quais 8.526 têm mais de 65 anos, o que representa cerca de 25 por cento do total da população.

No entanto, segundo João Baptista, uma das "maiores lacunas" do concelho é precisamente o apoio à população mais envelhecida.

As obras de adaptação dos antigos edifícios escolares arrancam ainda este mês e, de acordo com o autarca, na altura da Páscoa "já haverá espaços a receber os mais idosos".

"Na maior parte dos edifícios serão feitas apenas pequenas intervenções, já que estes estão em bom estado ou em condições consideráveis razoáveis. Em apenas seis serão feitas intervenções mais profundas devido à infra-estrutura estar em mau estado", frisou.

Os futuros centros vão servir cerca de 6.200 idosos e vão dispor de uma sala para convívio, onde serão ainda servidos almoços e lanches.

João Baptista referiu ainda que o apoio aos idosos do concelho não fica por aqui, estando previstos mais 24 centros comunitários espalhados pelas freguesias, onde os mais velhos poderão residir.

Estes projectos vão ser candidatados ao Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES), do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social.

A maioria dos estabelecimentos que encerrou tinha, no máximo, seis alunos.

Neste ano lectivo 2007/2008 estão em funcionamento 37 escolas do primeiro ciclo no concelho de Chaves.

Esta cidade depara-se com um problema de sobrelotação em algumas escolas e o plano de reordenamento da rede escolar prevê a construção de raiz de dois centros escolares na cidade, com capacidade para cerca de 500 alunos.

A autarquia vai apresentar até 28 de Março as candidaturas ao Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN) para a construção dos centros escolares.

João Baptista considerou que se trata de uma obra "esperada há décadas, que irá responder às melhores expectativas do ensino e aprendizagem ao nível do pré-escolar e dos 1º e 2º ciclos".

O objectivo é que, pelo menos um dos centros, comece a acolher os alunos já a partir de 2010.

A Carta Educativa de Chaves prevê a construção de um total de 12 centros escolares espalhados pelo concelho.

PLI.

Lusa/Fim

Agência Lusa

Comentários

Critério de publicação de comentários

publicidade

publicidade

publicidade