Isto é uma página de arquivo

Todas as notícias do dia estão agora disponíveis na página principal do portal SAPO

23 de Setembro de 2011, 12:07

Almada: O almoço na cantina da escola primária agora planeia-se online


O vereador da câmara de Almada para a Educação, António Matos (CDU), explicou à Lusa que “este serviço vem responder à necessidade de uma organização mais eficaz da gestão do sistema de refeições escolares e à necessidade de prestar às famílias um melhor serviço”.

“Estamos a falar de um sistema de fornecimento de refeições gigantesco, que envolve muitos milhares de crianças e muitas centenas de operadores — desde as empresas de fornecimento, aos funcionários das escolas e da autarquia, aos professores e às famílias — e era necessário montar um sistema de controlo adequado desses fluxos financeiros, que são muito significativos”, acrescentou.

O autarca exemplificou: “São seis mil refeições diárias. Aqui há dinheiros públicos e dinheiros das famílias. Só a câmara gasta 3 milhões de euros por ano letivo para fornecer gratuitamente refeições a 2 mil crianças com carências económicas”, disse.

A partir de segunda-feira “a autarquia, os agrupamentos de escolas e as famílias ficam mais próximos”.

Através da Internet, do portal “Almada Cresce Contigo”, ou nos quiosques instalados em cada agrupamento de escolas e na Loja do Munícipe, “os encarregados de educação podem adquirir as refeições para os educandos, efetuar os respetivos pagamentos e acompanhar o dia-a-dia dos alunos, quer porque podem consultar a ementa, quer porque podem, por exemplo, saber a todo o tempo se as suas crianças foram mesmo almoçar”.

Mesmo para quem não paga o sistema funciona: “Este projeto é, além da questão financeira, um mecanismo de acompanhamento dos alunos”, disse.

O acesso ao portal e quiosques faz-se através da introdução de um código e requer número do cartão do aluno “Almada Cresce Contigo”, dados que as escolas deverão disponibilizar.

Por agora o serviço está disponível em seis dos 13 agrupamentos escolares do concelho — Vale Rosal, Elias Garcia, Trafaria, Costa da Caparica, Anselmo de Andrade e Miradouro de Alfazina —, até ao final do ano estará, garante ao autarca, disponível nos restantes.

@Lusa

Este artigo foi escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico.

Comentários

Critério de publicação de comentários

publicidade

publicidade

publicidade