Soluções originais de poupança

Poupar começa a ser um exercício que requer imaginação uma vez que infelizmente o dinheiro não estica nem cresce nas árvores…

No que concerne à poupança o óbvio é sempre o caminho mais ardiloso. Quer um exemplo? É óbvio que não devemos comer guloseimas porque engordam e fazem mal à saúde mas comemos. É óbvio que se deve praticar exercício físico pelo menos três vezes por semana mas quantas pessoas seguem esta regra? E também é óbvio que se deve gastar menos do que o que se ganha mas nem sempre esta premissa é fácil de alcançar. E há de fato quem não consiga mesmo amealhar, contudo muitas pessoas ainda podem colocar algum dinheiro de parte todos os meses. Nem que seja um euro.

Para poupar há que criar metas. Ter objetivos, por isso estabeleça até onde poderá ir nas suas economias e quando as atingir dê um prémio a si próprio. Mas algo que o mime. Umas pequenas férias, ou uma massagem num SPA. Depois é necessário muita criatividade e alguma mudança de hábitos para tirar uma parte do salário para aforro. Por exemplo, o Natal está à porta e para alguns portugueses sem subsídio, por isso pode começar a pensar em como economizar nesta época festiva. A decoração da mesa pode ser feita com fruta da época, castanhas, folhas secas que caem no outono e que podem ser pintadas por si e pela família, pinhas, azevinho, rebuçados ou chocolates em forma de pai natal podem ser motivos interessantes para que a sua mesa fique deslumbrante a custo quase zero. Depois evite os guardanapos de papel, poupa dinheiro e o planeta. Opte pelos de pano – esta dica é extensível a todo o ano.

Quanto a prendas combine com os amigos uma festa do amigo secreto, estipule um montante a gastar, assim cada um dará apenas uma prenda. Se tiver filhos pode colocá-los a fazer prendas personalizadas para a família como enfeitar uma moldura para oferecer aos avós. Ou pintar uma t-shirt com tinta própria para o efeito.

Gosta de patuscadas mas o seu orçamento não estica para ir a um bom restaurante? Organize em sua casa um jantar ou almoço. Combine com os seus amigos para que cada um leve um prato distinto, ou uma bebida ou sobremesa. Ou então, juntem uma “vaquinha” e façam uma mariscada a metade do preço. O que importa é mesmo o convívio.

Adora ler e comprar livros mas o orçamento está apertado? Pode optar pelo e-book. Há já vários sites que disponibilizam obras gratuitamente. Se não é amante do computador compre livros usados ou espere que passe a fase do lançamento e aguarde pelas promoções. Por falar em ler, o papel… Todos os dias se gasta papel desnecessário. Em todas as áreas, incluindo a pessoal. Se está constipado utilize um lenço de algodão para se assoar, o seu nariz agradece e mais uma vez poupa o planeta e a carteira. Crie os seus blocos de notas com as folhas que sobram e faça embrulhos de natal originais com folhas de jornal, por exemplo. Use e abuse da imaginação.

Já agora poupe 2 cêntimos em alguns supermercados quando vai às compras, levando um saco reciclável para trazer o que adquiriu. É ecológico e mais económico. Um saco de plástico demora 500 anos a desaparecer da face da terra. Gosta de ir ao pronto a comer? Então leve a embalagem de casa e negoceie o desconto da mesma com o dono do restaurante. Mais uma vez estará a poupar o planeta, evitando produzir mais lixo.

É um dos casos únicos em Portugal porque recebeu um dinheiro extra? Finja que isso não aconteceu e aproveite para amealhar esse montante. Compre um porquinho mealheiro e tente lá colocar todos os dias um euro, assim vai fazendo um pé-de-meia sem dar conta. E sempre são uns trocos que poderá utilizar, quem sabe para ir de férias…

@Teresa Cotrim


Destaques

Reportagens

As famílias portuguesas já começam a sentir o peso das contas e dos cortes mas 2012 vai certamente ser um ano bem mais difícil.


Infografia

Veja a infografia e descubra as vantagens de utilizar lâmpadas LED.


Aprenda a conhecer cada produto

Conheça em detalhe alguns dos produtos financeiros disponíveis no mercado


Sabe poupar?

Rita Rodrigues diz que é "uma questão de sobrevivência"