Página gerada às 15:58h, sexta-feira 31 de outubro

 

Muro de Berlim: uma batalha travada entre a Arte e o cimento

O muro de Berlim foi uma tela para muitos artistas. 20 anos após a queda do muro da vergonha, algumas obras de arte pintadas no betão só vão perdurar na história através de fotografias. Sérgio Lorré, artista plástico, esteve em Berlim em 1991 e fotografou 20 pinturas emblemáticas daquele que foi o símbolo de uma Europa dividida. O trabalho é agora exposto no Museu Nacional da Imprensa, no Porto.


Antes de tirar as fotografias, Sérgio Lorré já estava familiarizado com o Muro, uma vez que viveu em Berlim durante o ano de 1989. A exposição conta com trabalhos de pintores de várias nacionalidades que encontraram no Muro uma forma de expressão contra a situação vivida em Berlim. As pinturas fotografadas devem ser encaradas como obras de arte e não como graffitis, defende o artista plástico.


Viver numa cidade dividida era conhecer casos de famílias e amigos que tinham sido separados pelo muro. Para o artista, os berlinenses não tinham esperanças que a parede de cimento fosse cair em 1989. Sérgio Lorré destacou ao SAPO que o muro ainda está muito presente na Alemanha, principalmente entre os berlinenses.


"Após a queda do Muro, as autoridades deixaram de pé uma parte simbólica do mesmo com uma extensão de 1.300 metros para que artistas internacionais pintassem ali, em 1990, a sua interpretação do "Muro da Vergonha", pode ser lido no site de Sérgio Lorré. 


O presidente da Câmara de Berlim de então disse que com a queda do muro a arte tinha vencido a batalha que travou contra o cimento. Esta é uma das mensagens que o público pode retirar da exposição “20 anos sem Muro”, patente no Museu Nacional da Imprensa até dia 27 de Fevereiro.


Em paralelo, decorre uma mostra das capas dos principais jornais portugueses sobre a queda do Muro de Berlim e reacções ao acontecimento. O Museu Nacional da Imprensa organizou também um concurso online, "Eu fotografei o Muro", para receber imagens da barreira que dividiu Berlim durante 28 anos.


Conteúdos relacionados:

Infografia: As revoluções de 1989

O Muro no centro da Guerra Fria

Galeria de vídeos: 20 anos sem Muro

Muro de Berlim: imagens que marcaram a história

Entrevista com Helmut Elfenkämper, embaixador da Alemanha em Lisboa

Muro de Berlim: 10 personalidades que fizeram história

@Alice Barcellos 

06 de novembro de 2009


Comentários

Critério de publicação de comentários