Página gerada às 12:25h, quarta-feira 03 de Junho

Magazine

O mundo para além das notícias, todas as quartas-feira

Mesquitas de Meca apontam a direcção errada

Cerca de 200 mesquitas de Meca, a cidade santa do Islão, indicam a direcção errada para as orações dos fiéis. A descoberta foi feita a partir de alguns dos edifícios mais altos da cidade. Os observadores deram-se conta de que em algumas mesquitas antigas os nichos que indicam a direcção da Caaba - um edifício em forma de cubo na Grande Mesquita de Meca, que é o local mais sagrado para os muçulmanos - estavam mal orientados.

Alguns dos fiéis receiam agora a validade das suas orações mas, em declarações ao jornal al-Hayat, o secretário de estado dos assuntos islâmicos sauditas, Tawfik al-Sudairi, já minimizou a questão, dizendo que o desvio não afecta as orações, e que os erros são pequenos e algumas correcções já foram feitas.

Foi já sugerida a utilização de raios laser para determinar a direcção exacta.

Rezar voltado na direcção da Caaba é uma das condições necessárias para que as orações islâmicas sejam consideradas válidas. Entre as restantes condições encontram-se a limpeza do corpo e do local de oração e o respeito pela hora correcta para as cinco orações rituais.

A identificação da qibla (direcção na qual devem ser feitas as orações) com a Kaaba de Meca vem já dos tempos do profeta Maomé; nos primeiros anos, a qibla era a direcção de Jerusalém, mas o profeta terá recebido a revelação de que deveria passar a virar-se para Meca.

Imagem:
Muhammad Mahdi Karim, licença Creative Commons 2.5

Saber mais:
Religião e culto islâmico - site da comunidade islâmica de Lisboa
Mihrab, o nicho que aponta a direcção das orações
Vida de Maomé
Descrição da oração islâmica

08 de Abril de 2009


Comentários

Critério de publicação de comentários