Página gerada às 19:34h, sabado 21 de Março

Magazine

O mundo para além das notícias, todas as quartas-feira

Poluição luminosa: proteger o património do céu nocturno

Em todo o mundo, o céu nocturno tem vindo a desaparecer, escondido por uma névoa de poluição luminosa. Fala-se em poluição luminosa quando nos referimos à iluminação mal direccionada, isto é quando a iluminação é dirigida para cima, ou para os lados, em vez de iluminar somente as áreas pretendidas. Esta forma de poluição resulta, na sua maioria esmagadora, de candeeiros e projectores que, por concepção inadequada ou instalação incorrecta, emitem luz muito para além do seu alvo ou zona de influência, sem qualquer efeito útil. A luz emitida para cima e para os lados reflecte-se e difunde-se nas poeiras e fumos em suspensão no ar, tornando o céu nocturno mais claro.
Mapa mundial da poluição nocturna

Mapa mundial da poluição luminosa.                      

A poluição luminosa é o resultado do mau planeamento dos sistemas de iluminação, não da necessidade de iluminação. Se cada candeeiro ou projector reflectir para baixo a luz que iria para cima (e para os lados), melhora-se a iluminação na área que interessa iluminar. Pelo menos 40% da luz é assim desperdiçada. Neste contexto, o desperdício de energia é da ordem de algumas centenas de milhões de euros por ano.
 Poluição luminosa: candeeiros com iluminação correcta e incorrecta

É necessário sensibilizar a opinião pública para os efeitos prejudiciais da poluição luminosa no céu nocturno. A geração actual já quase não reconhece as estrelas e constelações e, se nada se fizer, a próxima pode ficar muito aquém disso. O céu nocturno é certamente um Património da Humanidade e uma das maiores maravilhas que podemos contemplar.

Imagens:
Ano Internacional da Astronomia 2009

Saber mais:
Flagstaff Dark Skies Coalition - site de Flagstaff (Arizona, EUA), a primeira "cidade de céu escuro"
Fotografia do céu nocturno sobre Flagstaff no site da APOD
Poluição luminosa: "Our vanishing night" - artigo da National Geographic de Novembro de 2008 (em inglês)
Agenda de actividades do Ano Internacinal da Astronomia 2009 (Portugal)
Site da International Dark Skies Association

23 de Janeiro de 2009


Comentários

Critério de publicação de comentários

PTC - Todos os direitos reservados | Direcção: Abílio Martins
O SAPO é uma marca e um motor de busca criado na Universidade de Aveiro