Página gerada às 13:58h, terça-feira 17 de dezembro

Magazine

O mundo para além das notícias, todas as quartas-feira

Nota da redacção SAPO: a secção Magazine foi descontinuada

Doc Martens: botas de culto fazem 50 anos

Imagem: Il Passeggero, licença GFDL

Em 1945, o médico alemão Klaus Märtens, então no exército, magoou-se no tornozelo quando fazia esqui nos Alpes. Quando voltou a calçar as botas militares, percebeu que estas eram pouco confortáveis para a lesão. E durante a recuperação fez algumas alterações para melhorá-las. Foi aí que surgiu a ideia das solas com almofadas de ar. E foi este o início das Doc Martens, hoje uma marca de culto.

Em 1947, terminada a guerra, Märtens e um amigo, Herbert Funk, resolveram transformar as novas botas num negócio. Foram desde logo um êxito entre as mulheres de meia idade, que apreciavam o conforto do cabedal e a durabilidade das solas. As vendas continuaram a subir e, em 1959, os dois decidiram internacionalizar a marca. Foi nessa altura que a família inglesa Griggs, fabricantes de sapatos, comprou os direitos da patente e começou a produzir as botas no Reino Unido, com o nome "Doc Martens". Ao modelo original, os Griggs juntaram as costuras com linha amarela e alguns melhoramentos no desenho do calcanhar.



As primeiras Doc Martens foram postas à venda em Inglaterra a 1 de Abril de 1960 - na inconfundível cor vermelho-cereja. Os principais clientes vinham das classes trabalhadoras, de profissões que tinham de caminhar muito: carteiros, polícias, operários... Mas não demorou até que os skinheads, e depois os punks, adoptassem as Doc Martens como uniforme de combate da sua imagem de rebeldia. E, a partir daí, as Martens foram surgindo nos pés de quase todos os movimentos de contra-cultura juvenis.

Hoje em dia, há-as para todos os gostos: do cereja original, ao preto, ao dourado, ao rosa com florinhas, com ou sem saltos altos. E estão, literalmente, para durar.

Ver também:
Site oficial da Doc Martens

31 de março de 2010


Comentários

Critério de publicação de comentários