Isto é uma página de arquivo

Todas as notícias do dia estão agora disponíveis na página principal do portal SAPO

09 de Outubro de 2012, 14:55

FMI calculou mal o impacto das medidas de austeridade

O relatório semestral chegou com um assumir de culpa sobre as erradas previsões do impacto da austeridade. O relatório semestral chegou com um assumir de culpa sobre as erradas previsões do impacto da austeridade. Imagem: EPA/EVERETT KENNEDY BROWN

Findos dois anos de grande contenção orçamental, o FMI ainda parece estar a tentar “acertar agulhas”. O relatório semestral chegou com um assumir de culpas sobre as erradas previsões do impacto da austeridade, noticia o jornal Público.

Os modelos de projeção utilizados até agora estimavam que por cada euro de austeridade se perdia 0,5 euros no PIB. No entanto, os dados económicos têm revelado que por cada euro de corte em despesa pública ou agravamento de impostos, o PIB perde entre 0,9 e 1,7 euros.

Entre os países europeus afetados por estes erros de cálculo estão aqueles que tentam atualmente recuperar a sua economia, ou seja, Portugal e Grécia. O Governo português, por exemplo, revelou-se surpreendido pela forma como evoluiu o desemprego e a procura interna, cujo mau desempenho se reflete ao nível do défice orçamental.

Neste relatório o FMI também reviu em baixa vários indicadores para 2013, entre eles a expansão do PIB mundial que passou de 4% para 3,6% e o ritmo de crescimento das economias desenvolvidas que será de 1,5% em vez de 2%.

SAPO

Este artigo foi escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico.

Comentários

Critério de publicação de comentários

publicidade

publicidade

publicidade